tendencias para o cooperativismo
Foto: Freepik

Antes de falar de tendências para o cooperativismo, é preciso destacar que 2021 foi um ano em que empresas e cooperativas tiveram de se adaptar para acompanhar o novo comportamento do consumidor e rápidas transformações no mercado, com forte crescimento do comércio online.

Cinco tendências para o cooperativismo em 2022 apontam para a necessidade de elevação do nível de excelência no atendimento das cooperativas, que devem se empenhar para oferecer aos associados e clientes produtos e serviços mais ajustados às reais necessidades deles e ambientados na acelerada transformação do mercado.

A transparência e a descentralização são características que devem estar presentes na relação entre as cooperativas e seus cooperados-clientes. 

O trabalho integrado de equipes das áreas de comunicação, marketing e vendas, além do uso de diversos canais digitais facilitarão as novas práticas.

Isso significa que 2022 será um ano ainda mais desafiador para as nossas cooperativas. Confira o que vem por aí.

Tendências para o cooperativismo

1) Open banking/finance

Open banking/finance é um sistema financeiro aberto que padroniza toda a forma de comunicação entre bancos, cooperativas de crédito e outras instituições, como seguradoras, plataformas de investimentos, previdência e câmbio.

Esse movimento parte do princípio de que o cliente é dono de seus dados financeiros e pode escolher quando e com quais empresas deseja compartilhá-los.

Neste sistema, bancos e cooperativas de crédito têm acesso a uma única plataforma integrada e segura (API), para oferecer produtos e serviços personalizados e mais vantajosos.

As cooperativas, em geral, praticam tarifas mais justas para seus associados do que as disponíveis no mercado. Elas podem convidá-los a compartilhar suas informações e identificar chances diretas de negócio, como oferecer um cartão de crédito com uma taxa de juros mais atraente. 

Essas oportunidades têm tudo para crescer e estão entre as tendências para o cooperativismo em 2022.

2) Entregas rápidas

Logística sempre foi o calcanhar de Aquiles das organizações, principalmente quando falamos de um país com dimensões continentais como o Brasil.

Grandes portais multimarcas começaram a solucionar esse problema trabalhando com pequenos empreendedores para realizar entregas no interior.

Num exemplo prático, uma pessoa que mora fora de um grande centro faz uma compra pela internet. A loja envia o pedido pela transportadora até a capital de seu Estado, por exemplo e, de lá, outro entregador contratado pega a mercadoria e a leva para a cidade de destino.

Cooperativas podem se unir e oferecer diferenciais como frete rápido ou entrega em algumas horas após o pagamento.

Essa é uma das principais tendências para o cooperativismo em 2022. Imagina o potencial que isso representa em datas comemorativas, como a Páscoa, Dia das Mães, Black Friday ou Natal.

3) Omnichannel

Essa estratégia, presente nas tendências para o cooperativismo, utiliza diferentes canais de comunicação para oferecer a mesma experiência de compra.

Por exemplo, quando você compra pela internet e retira o pedido na loja física, isso é ser omnichannel. A palavra soa estranha, mas é uma realidade que nós já vivemos.

Esse tipo de estratégia amplia as oportunidades de negócio para as cooperativas, e melhora a experiência de compra de cooperados e clientes.

 

Link: Vendedor tem de conhecer o cooperativismo para ter bons resultados

Para que o omnichannel funcione para as nossas coops, os canais de comunicação devem informar sobre o que o consumidor pesquisa e dar opções variadas para que ele decida adquirir a oferta.

Tecnologia profissional e de excelência estão no topo da lista de prioridades. 

Uma cooperativa omnichannel pode ainda se diferenciar da concorrência, oferecendo entrega em casa do produto que o cooperado acabou de comprar.

4) Chatbot

Essa ferramenta foi desenvolvida com o intuito de conversar com o associado como se fosse uma pessoa de verdade. Pode funcionar de forma pré-programada ou por inteligência artificial.

Dentre as tendências para o cooperativismo, essa tem a vantagem de funcionar 24 horas por dia.

Os chatbots vão ser muito úteis para as nossas coops, desde que facilitem o contato com as pessoas. Várias já usam os robôs, e bem.

Por melhor que seja a configuração usada, é necessário entender que esse tipo de ferramenta precisa ouvir o cooperado, abrir espaço para que ele dê sugestões e faça suas críticas e reclamações.

O chatbot pode ser integrado a plataformas como WhatsApp, Telegram, sites, Facebook Messenger e lojas virtuais.

Mas essa ferramenta deve ser vista com cautela na hora de implementar, para que, ao invés de trazer mais pessoas para as nossas coops, acabe fazendo justamente o contrário.

5) Alimentação saudável

Em 2021, muitas pessoas passaram a cozinhar para a família e a buscar alimentos mais saudáveis para manter a imunidade alta durante a pandemia.

Essa é uma das tendências para o cooperativismo que pode ser aproveitada pelas nossas coops do ramo agropecuário, mostrando como o cooperativismo se preocupa com o bem-estar das pessoas desde a produção até a venda final.

É indispensável que as informações sobre esses alimentos cheguem até as pessoas, para que elas se sintam estimuladas a comprar porque eles são produzidos com muita responsabilidade.

Ou seja, 2022 tem tudo para ser um ano incrível e transformador para as nossas cooperativas. Vamos ficar atentos às oportunidades.

Acompanhe minhas redes sociais e CLIQUE AQUI para acompanhar meu canal do YouTube.

Até a próxima.