fbpx
Rua José Farias, 98, sala 806 - Santa Luíza, Vitória - ES.

Dor nas costas é foco de campanha mundial de saúde

Ortopedista explica como a quarentena contribuiu para o aumento de problemas de coluna

Muitos problemas de coluna são ignorados por longos anos e, muitas vezes, automedicados, o que pode gerar complicações gravíssimas com o passar do tempo. O sedentarismo, os trabalhos manuais com carga ou esforço exagerados, a obesidade, a postura prolongada sentada ou em pé e o tabagismo podem contribuir para a degeneração dos discos e colapso dos mesmos, causando ou agravando os problemas de desgaste na coluna.

Após o tema “dor nas costas” bater recorde nas pesquisas do Google no último ano, uma campanha mundial da Internacional Association for the Study of Pain (IASP) colocou esse problema em foco em 2021.

Entidade que congrega profissionais de diversas especialidades em torno da dor nas mais diversas doenças, a IASP tem em sua campanha global a concentração de esforços para guiar médicos, cientistas e público leigo na compreensão da origem, consequências e tratamento do sintoma doloroso e distúrbios relacionados a ele, com o apoio de evidências científicas e da prestação de serviço de baixo custo.

Aumento do sedentarismo

Tendo como norte a dor nas costas, a ação deste ano soma iniciativas para que seja possível entender a natureza das disfunções da coluna vertebral e a efetividade dos tratamentos disponíveis em diferentes perfis populacionais, incluindo crianças e adultos mais velhos.

O médico ortopedista Lourimar Tolêdo, que atua no Ráquis Instituto da Coluna e é cirurgião de coluna, associa a grande busca pelo termo “dor nas costas” na internet a consequências da quarentena, como o aumento do sedentarismo e atividades realizadas sem acompanhamento adequado, além de problemas na coluna provocados pelo home office.

Outro agravante é que alguns pacientes com patologias crônicas abandonaram tratamentos. Por isso, ele alerta para que as pessoas procurem um médico logo nos primeiros sinais. “Quanto antes a causa for identificada, mais chances o tratamento tem de ser eficaz e não demandar intervenções cirúrgicas”, destacou Lourimar.

Hábitos saudáveis

Ele destaca que existem alguns hábitos e cuidados que podem ajudar a evitar e/ou amenizar os efeitos da dor lombar. “Entre eles, estão a mudança na posição para dormir, o tipo de colchão utilizado, forma como se levanta da cama ao acordar, cuidados ao levantar e transportar objetos do chão, cuidado com o peso e o equilíbrio de mochilas nas costas e o cuidado ao usar calçados com saltos muito altos e/ou por períodos prolongados”.

O tema é tão importante que a Sociedade Brasileira de Coluna lançou uma plataforma virtual de informação e interação para orientar todos sobre diversos problemas de coluna. Trata-se do site www.saude.coluna.com.br, que traz dicas de prevenção e informações sobre as doenças da coluna e métodos preventivos, além de contato com especialistas para tirar dúvidas.

Sobre 

O Dr. Lourimar Tolêdo é cirurgião da coluna e atua no Ráquis Instituto da Coluna. Ele realiza cirurgias complexas e de grande porte para o tratamento de deformidades, fraturas e tumores vertebrais, além de intervenções minimamente invasivas, indicadas para alterações que causam dor e incapacidade física.

Dedicado também à educação médica, coordena a residência médica e, há mais de 10 anos, é responsável pelo serviço de cirurgia de coluna do Hospital Meridional Serra. Membro efetivo da Sociedade Brasileira de Coluna (SBC), da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), Society of Lateral Access Surgery (Solas), Society for Minimally Invasive Spine Surgery (SMISS) e North American Spine Society (NASS).