Rua José Farias, 98, sala 806 - Santa Luíza, Vitória - ES.

Cuidados redobrados no verão para quem faz radioterapia

Aqueles que estão passando pelo tratamento ou que finalizaram as sessões há menos de 60 dias devem evitar exposição ao sol

14/1/19

A estação mais quente do ano atrai milhares de pessoas para as praias, lagoas e rios. Mas, além do lado positivo do verão, é fundamental nos lembrarmos dos riscos da exposição ao sol.

De acordo com Anne Karina Kiister Leon, rádio-oncologista do Instituto de Radioterapia Vitória, quem está passando pelo tratamento de radioterapia ou finalizou as sessões há menos de 60 dias deve redobrar os cuidados com a pele durante a estação.

“É fundamental evitar a exposição solar entre 10 e 16 horas. Já a área em que a pessoa recebeu a radioterapia não deve tomar sol em nenhum horário, pois o local apresenta irritação decorrente do tratamento. Se desrespeitada essa orientação médica, a pele pode ficar manchada”, afirma a médica.

Recomendações

Para não ter que deixar de curtir o verão, Anne Karina Kiister Leon recomenda o uso de chapéu, guarda-sol e filtro solar. Os dois primeiros objetos podem ser utilizados para cobrir a região que está recebendo ou que recebeu o tratamento e evitar o contato direto com o sol, enquanto o produto protege a pele.

“É necessário consultar o médico responsável pelo tratamento e também um dermatologista para saber com exatidão quando a área tratada pode voltar a receber contato com raios solares, o que é normalmente liberado 60 dias após o término da radioterapia”, explica.

 

 

 

 

Related Posts

Deixe um comentário