Rua José Farias, 98, sala 806 - Santa Luíza, Vitória - ES.

Horário em que as plantas “bebem água” afeta produtividade no campo

Vários fatores interferem na produtividade no campo, e o principal deles é a disponibilidade de água para as plantas. Por isso, a irrigação é uma técnica de grande importância para a produção de alimentos.

No País, a agricultura irrigada está presente em todas as regiões, especialmente onde há escassez de água ou onde as chuvas caem sem regularidade.

Mas a irrigação, embora bastante útil e necessária, também depende de alguns fatores para ajudar a alcançar a máxima produção. A escolha do método mais adequado deve levar em conta aspectos como clima, topografia, solo, cultura que será irrigada, disponibilidade financeira e tecnológica do produtor.

Horário para irrigar

Há também alguns detalhes que podem fazer muita diferença no resultado. Elídio Torezani, engenheiro agrônomo e diretor da Hydra Irrigações, explica que o horário em que as plantas “bebem água”, por exemplo, afeta diretamente a produtividade. “É um aspecto relativamente simples da irrigação, mas que alguns produtores acabam não se atentando”.

Abastecer as plantas de água durante a noite não é muito recomendável, já que não haverá um bom aproveitamento. Assim como nós, as plantas descansam à noite e, nesse horário, o seu rendimento e atividade metabólica são menores.

“O consumo de água das plantas está ligado com seu processo de fotossíntese. E a fotossíntese somente acontece nas horas claras do dia. Isso nos permite dizer que as plantas ‘bebem mais água’ durante o dia”, destaca Torezani.

Retenção de água

Outro ponto importante a ser destacado é a capacidade de retenção hídrica do solo. “Muitas vezes, pensamos que nossos solos são bons guardadores de água. Mas não é sempre assim. É importante observar que o solo precisa ter capacidade de guardar e de entregar água para as plantas”, analisa o especialista.

Ele pontua que alguns solos são bons “depósitos” de água, e outros, nem tanto. Alguns solos tem baixíssima capacidade de retenção.

Elídio Torezani diz que é possível fazer uma análise dessa capacidade do solo. “É a chamada curva de retenção de água no solo, que mostra como é o comportamento da retenção da água para cada solo.”

Umidade do solo

Quando se deseja avaliar se as plantas estão recebendo a correta quantidade de água fornecida pela irrigação, são utilizados equipamentos auxiliares.

“Um equipamento que se chama tensiômetro indica a tensão ou força com que a água se encontra retida no solo. Dessa forma, é possível determinar os níveis de umidade do solo e fica mais fácil monitorar. E assim, realizar as irrigações no momento e na quantidade adequados”.

Saiba mais sobre a irrigação

A irrigação é uma parte muito importante e complexa da Agronomia. São técnicas de fornecimento de água que, quando utilizadas em conjunto com as demais práticas agronômicas, permitem alcançar produtividades muito maiores.

Os principais benefícios da irrigação, quando bem planejada, são:

– Aumentar a capacidade produtiva

– Melhorar a qualidade e padronização dos produtos agrícolas;

– Permitir o plantio em áreas localizadas de regiões de clima árido ou semiárido;

– Diminuir custos de produção e viabilizar maior rentabilidade;

– Modernizar sistemas de produção estimulando introdução de novas tecnologias;

– Garantir o aumento da diversidade de culturas.

Deixe um comentário