Rua José Farias, 98, sala 806 - Santa Luíza, Vitória - ES.

Mitos e verdades sobre a velhice serão apresentados em seminário no Hospital Metropolitano

Evento, aberto ao público, vai ser realizado nesta quarta-feira (11)

Muitas vezes a velhice é enxergada envolta por rótulos que, segundo especialistas, não condizem com a verdade: “velhice é igual doença”, “os idosos são um peso para a sociedade”, “o idoso não tem vida sexual” e “depois que ficam velhas, as pessoas voltam a ser criança” são alguns dos mitos mais presentes no pensamento da sociedade.

“As pessoas tendem a achar que depois dos 60 anos tudo para, mas isso não é verdade”, afirma a geriatra e coordenadora da unidade Geriátrica do Hospital Metropolitano, Lívia Terezinha Devens.

Mostrar que a vida continua, e que os investimentos em todos os seus aspectos – pessoal, amoroso, familiar, espiritual, entre outros – não podem cessar serão os principais objetivos do seminário “Já que o tempo não para, aprenda a andar lado a lado com ele”. A médica explica que o bem-estar do indivíduo e o sentimento de pertencimento dele ao ambiente em que vivem dependem dessa perspectiva.

O evento vai ser realizado pela Equipe Multidisciplinar do Serviço de Geriatria e Gerontologia da instituição, localizada na Serra, nesta quarta-feira (11), das 10h às 12h. A entrada é gratuita e as inscrições devem ser realizadas pelo telefone 2104-7089 ou pelo e-mail lmenezes@metropolitano.org.br.

População do planeta cada vez mais idosa

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), em um número cada vez maior de países, mais de um em cada cinco pessoas têm idade acima de 60 anos.

Nas terras tupiniquins, a realidade condiz com o dado. Com a expectativa de vida se estendendo anualmente, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) afirma que a população brasileira com 80 anos ou mais deverá alcançar 19 milhões de pessoas até 2060.

Diante desse quadro de crescimento, os maiores desafios são valorizar esse grupo e promover políticas públicas para que os indivíduos envelheçam com qualidade. Uma das formas encontradas para alertar à sociedade sobre essas questões foi por meio da criação do Dia Internacional do Idoso, comemorado em 1º de outubro.

“Esta foi uma iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU) para mostrar que população do planeta está ficando cada vez mais idosa, e que as pessoas e os governos precisam modificar seus pensamentos e comportamentos perante esta realidade”, comenta a geriatra Lívia Terezinha Devens.

Serviço

Seminário da Unidade Geriátrica do Hospital Metropolitano
Data: 11/10/2017 – das 10h às 12h
Local: Espaço Metropolitano de Eventos (EME)
Endereço: Av. Eldes Scherrer Souza, 588 – Laranjeiras, Serra – primeiro andar do Edifício Metropolitano Tower (torre localizada ao lado do Hospital Metropolitano).
Inscrições: (27) 2104-7089 ou pelo e-mail lmenezes@metropolitano.org.br