Rua José Farias, 98, sala 806 - Santa Luíza, Vitória - ES.

Pessoas com câncer precisam de cuidados especiais no frio, alerta médico do ES

Temperaturas mais baixas favorecem o surgimento de infecções oportunistas que podem agravar o quadro de pacientes oncológicos

O inverno só chega oficialmente no próximo dia 21, mas as temperaturas mais baixas dos últimos dias já servem de alerta para pessoas em tratamento de câncer, que precisam ter cuidado com o frio.

As doenças típicas desta época do ano são perigosas para os pacientes oncológicos, sobretudo quando se tratam de alguns tipos de vírus associados aos quadros pulmonares, como o da influenza.

“O inverno favorece o aparecimento de infecções oportunistas, principalmente do trato respiratório. Sendo assim, é prudente os pacientes se aquecerem”, recomenda o médico radioterapeuta Augusto Freitas, do Instituto de Radioterapia Vitória (IRV).

De acordo com o especialista, essas infecções podem piorar o quadro de pessoas em tratamento de câncer.

“As infecções bacterianas ou virais podem agravar o quadro clínico do paciente, que já pode ter sua imunidade prejudicada principalmente quando realizadas sessões de quimioterapia”, explica.

Para Augusto Freitas, a sensação de frio deve ser encarada com atenção.

“Em sessões de quimioterapia podem ser desencadeados quadros de leucopenia febril (baixa na taxa de leucócitos), o que indica infecção, muitas vezes necessitando de internação. Já na radioterapia, a sala onde o paciente é exposto à radiação é muito fria para refrigeração da máquina, e isso pode gerar um certo desconforto para ele. Além de que o tremor ocasionado pelo frio pode prejudicar o posicionamento do paciente para a entrega precisa da radiação”, destaca o médico. 

Cuidado com o frio

Além de evitar locais fechados e com aglomerações, o especialista recomenda que pacientes de câncer não tenham contato com pessoas gripadas, que andem agasalhados e usem máscaras, mesmo porque a pandemia ainda não acabou.

Para o médico, é importante o paciente oncológico tomar a vacina contra a gripe para aumentar a proteção.

“A vacina ajuda a prevenir a gripe, o que diminui a chance de uma infecção mais grave. É preciso ter um cuidado especial com pacientes com imunidade muito baixa, situação em que o vírus, mesmo que atenuado, pode oferecer um certo risco. Mas isso é uma exceção. Via de regra, pacientes em radioterapia são recomendados a se vacinarem”, explica. 

Alimentos para aquecer

Além de se manter aquecido nesta época do ano, o paciente oncológico também não deve se descuidar da alimentação e da rotina de exercícios.

“Alimentos com alto teor energético, como chocolate e bebidas quentes, são utilizados pelo organismo para geração de calor e ajudam na regulação da temperatura corporal. Exercício físico é recomendado conforme a situação de cada paciente, sem exagero e se possível sob supervisão para evitar lesões”, destaca Augusto Freitas.

A assistente social Elizabeth Fernandes trata câncer de mama com metástase há mais de 15 anos e sempre redobra os cuidados no frio.

“Quando vou para lugares frios, estou sempre bem agasalhada, com a garganta protegida, tudo muito dentro dos cuidados para que eu não venha a ter problemas com as infecções”, conta Elizabeth.

Ela já foi vacinada contra a Covid-19 e pretende se imunizar contra a gripe para prevenir infecções.

“Com a imunidade baixa, o paciente em tratamento pode pegar algum vírus com maior facilidade. Então, é importante se cuidar”, disse a assistente social.

Sobre o IRV

Fundado em 2005, o Instituto de Radioterapia Vitória (IRV) é a única clínica privada do Espírito Santo para o tratamento de câncer por meio deste serviço. Funciona nas dependências do Vitória Apart Hospital, na Serra, com tecnologia de ponta e equipe altamente qualificada que tem como filosofia de trabalho o acolhimento dos pacientes.

O IRV tem convênio com os maiores planos de saúde do Espírito Santo, como Unimed, Samp, São Bernardo, Bradesco Saúde, MedSênior, Pasa/Vale, ArcelorMittal, Petrobras, Cassi (BB), Saúde Caixa, Banescaixa, Amil, entre outros.