Rua José Farias, 98, sala 806 - Santa Luíza, Vitória - ES.

Recorde de frio e estiagem no ES podem prejudicar produção agropecuária

Especialista fala sobre os efeitos do inverno para as culturas capixabas

A agropecuária já sente os efeitos da estiagem prolongada no Espírito Santo. A queda de produção nas lavouras reflete o baixo nível de chuva registrado em terras capixabas.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) chama atenção para o período de “La Niña”, o qual reduz chuvas nas regiões Sul e Sudeste do Brasil. Segundo o órgão, os próximos meses são o período menos chuvoso comparado aos demais meses do ano.

A Agência de Meteorologia e Oceanografia Norte Americana (Noaa) aponta que a chuva deve ficar abaixo da média na transição para o outono no Sudeste e o inverno pode acabar durando mais.

Estiagem

“A queda da temperatura, o menor volume de chuvas e o ar mais seco são características trazidas pelo inverno que podem ser ruins para as principais variedades cultivadas no Espírito Santo, como o café e o mamão”, destaca o engenheiro agrônomo Elídio Torezani, diretor da Hydra Irrigações.

A estiagem, principalmente quando ocorre de maneira prolongada, é uma das principais preocupações de quem atua na área, uma vez que pode levar à perda de toda a lavoura caso não seja manejada da forma correta.

“O primeiro impacto na produção agrícola é a redução da produtividade. Isso ocorre em invernos mais rigorosos e secos porque os dias são mais curtos e a oferta de luz diminui. Além disso, as temperaturas mais baixas tornam os processos fisiológicos mais lentos. Por fim, a queda de umidade pela falta de chuvas compromete o abastecimento de água é um dos elementos-chave para o crescimento das plantas”, ressalta Torezani.

Menos produtividade

A falta de chuvas reduz essa disponibilidade, o que faz com que elas cresçam menos e apresentem menor qualidade. Pode ser, inclusive, que ocorra a perda de todo um período de produção, dependendo da intensidade e da duração.

O engenheiro destaca que sistemas de irrigação eficiente como o gotejamento, que utilizam menos água, propicia o desenvolvimento da lavoura em meio a desafios agrícolas mais extremos, como a estiagem.

Inverno no ES

De acordo com o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), as características gerais do inverno no Espírito Santo são de temperaturas amenas e diminuição das chuvas. A previsão climática do trimestre que compreende junho, julho e agosto, meses de inverno, apresenta condições normais de temperatura e chuva para todo o Espírito Santo.

Em relação à chuva, espera-se que a média acumulada de precipitação para a estação fique, em média, abaixo dos 100 mm no oeste do Estado, e entre 150 e 200 mm no leste. As temperaturas mínimas médias ficam em torno dos 10 a 12º C na região Serrana e dos 15 a 17º C nas demais regiões.

Sobre a Hydra Irrigações

Hydra Irrigações é uma das empresas detentoras da tecnologia mais avançada no segmento em nível nacional.

Pioneira na aplicação de conhecimento e de técnicas para priorizar a economia de água na irrigação no País, a empresa, com sede em Linhares (ES), tem experiência de quase três décadas de atuação e pesquisa para associar em seus projetos critérios agronômicos rigorosos a equipamentos de ponta. O objetivo é promover alta performance de todos os recursos, considerando as necessidades e especificidades de cada cliente.