fbpx
Rua José Farias, 98, sala 806 - Santa Luíza, Vitória - ES.

Pessoas com câncer devem usar máscara na hora da virada

Médico radioterapeuta do ES orienta pacientes oncológicos a evitar aglomerações nas praias devido à circulação da variante ômicron

Pelo segundo ano consecutivo, a hora da virada virou motivo de preocupação para pessoas com câncer devido à pandemia. Embora a situação atual seja melhor do que em 2020, com menos restrições e boa parte da população vacinada com duas doses contra a Covid-19, não é hora de se descuidar.

Segundo o médico radioterapeuta Nivaldo Kiister, do Instituto de Radioterapia Vitória (IRV), o uso da máscara segue sendo obrigatório, ainda mais agora devido à circulação da variante ômicron. Algumas cidades, como Vitória e Linhares, cancelaram o Réveillon para evitar aglomerações.

“O paciente oncológico continua tendo os mesmos direitos e prazeres que sempre teve. Mas precisa continuar se cuidando. Deve usar máscara, se possível evitar aglomerações em excesso, principalmente aqueles que estiverem fazendo quimioterapia, cuja precaução é maior. O fato de ter tido câncer ou estar com a doença não impede o indivíduo de curtir a vida como as demais pessoas”, afirma Nivaldo Kiister.

O médico ressaltou que o cuidado com pessoas com sintomas de gripe permanece o mesmo, ou seja, se apresentarem sinais de resfriado, o certo é ficar em casa.

“Isso é necessário porque num caso desses não sabemos se a pessoa está apenas com um estado gripal ou se pode ser algo a mais. Ela deve evitar ao máximo aglomerações e ficar em casa, até porque precisa definir qual é esse quadro. Pode ser uma gripe comum, assim como pode ser manifestação de Covid”, disse o especialista.

Nivaldo Kiister explica que quem não se vacinou ou que tomou apenas a primeira dose está suscetível a ter a forma mais grave da Covid, uma vez que a vacina não impede o contágio. E se a pessoa em questão for paciente oncológico, a situação pode se agravar, uma vez que o câncer diminui a imunidade do organismo.

Sem tirar a máscara

Nivaldo Kiister voltou a destacar a importância de as pessoas com câncer usarem a máscara na hora da virada, principalmente quem for à praia pular as sete ondas ou brindar com os amigos.

“Se houver aglomeração, tem que usar. A cepa ômicron está circulando e sabemos pouco sobre ela. A proteção facial só pode ser retirada em família. Fora disso, estando num grupo grande de pessoas que não pertencem ao núcleo familiar, é preciso usar máscara e manter os demais cuidados”, disse.

E brindar o Ano Novo pode? Nivaldo Kiister esclarece:

“Sim, com certeza. Pessoas com câncer podem tomar uma taça de champanhe ou de vinho, a não ser que tenha restrição ou recomendação do médico oncologista. Fora isso, nada impede de tomar uma taça de espumante ou uma cervejinha e brindar o Ano Novo que chega porque a vida continua”.

 

Sobre o IRV

Fundado em 2005, o Instituto de Radioterapia Vitória (IRV) é a única clínica privada do Espírito Santo para o tratamento de câncer por meio deste serviço. Funciona nas dependências do Vitória Apart Hospital, na Serra, com tecnologia de ponta e equipe altamente qualificada que tem como filosofia de trabalho o acolhimento dos pacientes.

O IRV tem convênio com os maiores planos de saúde do Espírito Santo, como Unimed, Samp, São Bernardo, Bradesco Saúde, MedSênior, Pasa/Vale, Arcelor/Abeb, Petrobras, Cassi (BB), Saúde Caixa, Banescaixa, Amil, Sul América, Mediservice, Codesa, Cesan, Geap, entre outros.