cooperativismo
Foto: Freepik

Quando falamos em comunicação cooperativista, o foco não deve estar apenas no associado e no consumidor dos produtos e serviços das cooperativas. Quem trabalha nessas organizações precisa ser valorizado e incluído nas ações de divulgação do cooperativismo.

Os colaboradores das cooperativas podem ser importantes geradores de conteúdo. Para isso, devem ser estimulados a fazer publicações sobre cooperativismo e falar dos valores e das ações da cooperativa nas suas próprias redes sociais.

A equipe tem um importante papel para ajudar a divulgar o quanto essas organizações transformam vidas.

Cooperativismo deve ser uma causa

Na minha avaliação, as cooperativas devem incentivar continuamente o time a se engajar na causa do cooperativismo. O início desse processo é aquele evento que muitas empresas chamam de onboarding e fazem para apresentar a organização para quem está chegando.

Esse envolvimento será um importante motor para o crescimento do cooperativismo, uma vez que os profissionais passarão a divulgar espontaneamente as ações da sua cooperativa e os valores desse modelo de negócio.

Em meus treinamentos, costumo sempre dizer que é fundamental fortalecer o senso de pertencimento entre os funcionários. Só assim eles se sentirão estimulados a postar conteúdos sobre a cooperativa.

Alcance é dez vezes maior

Em marketing, costumamos chamar este tipo de conteúdo criado pelo empregado de ECG. Ele tem um alto valor porque as redes sociais dos funcionários, juntas, alcançam em média um público dez vezes maior do que o das redes da organização. 

Veja como estimular a equipe a falar sobre a cooperativa em seus canais digitais:

•  Crie hashtags próprias da sua cooperativa e incentive seus colaboradores a usá-las;

• Reforce o sentimento de envolvimento na causa do cooperativismo para que a equipe demonstre esse engajamento ao público;

• Dê rostos à sua cooperativa, mostrando quem são os colaboradores;

• E mostre publicamente gratidão por essas pessoas.

As cooperativas podem repostar conteúdo produzido pelos colaboradores, interagir com as pessoas e usar os posts nos destaques nas redes sociais. Tudo isso cria conexão e ajuda a sociedade a entender o valor do cooperativismo.

Empoderamento e empatia

Gestores e líderes nas cooperativas podem trabalhar no sentido de empoderar suas equipes, para que elas se sintam confiantes para usar as próprias redes sociais para postar informações sobre o cooperativismo.

Pessoas empoderadas são capazes de tomar decisões mais assertivas e alcançar resultados muito bons.

Numa cooperativa, muitas vezes nos deparamos com situações em que precisamos agir para promover a imagem da instituição. Postar nas próprias redes é uma atitude que os colaboradores podem tomar.

Quando essa cooperativa conta com colaboradores empoderados, que agem com confiança quando as oportunidades aparecem, os resultados são excelentes.

 

Leia mais: Cooperativismo – Um conceito que precisa ser mais divulgado

 

E se tem algo importante que o empoderamento desperta numa equipe é engajamento.

O empoderamento é capaz de estimular o melhor de todos nós e de criar uma sinergia no ambiente de trabalho. Se a minha colega de trabalho postou uma informação bacana sobre a cooperativa em que atuamos, eu também posso fazer isso.

A maior vantagem de estimular o empoderamento de pessoas nas cooperativas é que ele resgata a autoestima e muda antigos pensamentos.

Tão importante quanto o empoderamento é a empatia. Quando nos colocamos no lugar do outro, entendemos as reais necessidades dele e passamos a ter clareza do que realmente fazer.

Isso nos permite avaliar se o que a cooperativa oferece a seus clientes e associados de fato os ajuda a resolver algum tipo de dor, desejo ou necessidade que eles têm.

Se os colaboradores têm total consciência dos valores e princípios da instituição em que eles trabalham, e acreditam nos produtos e serviços oferecidos à sociedade, eles se tornam os primeiros embaixadores das cooperativas. Sentem orgulho delas!

Mas ninguém vai postar nada na internet se não for incentivado a isso. As cooperativas têm muito a ganhar se trabalharem internamente uma política que valorize seus colaboradores e desperte neles aquela sensação de time que joga junto. Quem ficar parado não vai a lugar algum.

Acompanhe minhas redes sociais e CLIQUE AQUI para acompanhar meu canal do YouTube.

Até a próxima.